Proprietário fascinado pelo seu Volkswagen Gol GTI 1990, mantêm veículo em garagem no Rio Grande do Sul RS por mais de 28 anos.

Ter um VW Gol GTI 1990 com apenas 12.000 km em 2018 é uma raridade, ainda mais sem nunca ter sido restaurado, extremamente original.

Ícone de uma geração, pra não dizer da história do automóvel no Brasil. Em versão esportiva, o compacto, foi o primeiro nacional equipado com injeção eletrônica.

O que importava mesmo estava debaixo do capô, fazendo do GTi o mais potente das versões.

O famoso motor AP 2000i, aquele utilizado no Santanão com potência de 120 cv a 5.600 rpm e torque de 18,40 kgfm a 3 400 rpm, acoplado com câmbio manual de cinco marchas.

O bichão alcançava de 0 a 100 km/h em 9,3s com máxima de 185 km/l, segundo a Volkswagen.

Veja abaixo a galeria de fotos do GTI antes e depois de um banho:

Página 1 de 5
CONTINUAR