GM pode transferir Holden para um importador na Austrália

Como já se sabe, todas as operações industriais da General Motors foram encerradas na Austrália ao final de 2017. Controladas pela marca local Holden, a produção de carros no país continental terminaram após décadas de atividades, de onde saíram diversos modelos, sendo o Commodore o mais fabricado por lá.

Desde então, a Holden passou de fabricante a importador de veículos, embora ainda tenha instalações de pesquisa e desenvolvimento, entre outras.

A General Motors já não estaria mais importando carros da Opel para revende-los na Austrália, segundo fontes locais, visto que a China surge como uma fonte alternativa para modelos como o Commodore atual (Insignia e Lacrosse) e Astra (Sedan é o Cruze, por exemplo).

GM pode transferir Holden para um importador na Austrália

Mas, de acordo com um relatório da consultoria Australian Financial Review, a General Motors estaria em negociação a transferência da Holden para o maior importador de veículos da Austrália, a empresa inglesa Inchcape, que distribui no país cerca de 14 marcas de automóveis, entre elas Volkswagen, Suzuki, Subaru, Peugeot, Citroën, entre outras.

A empresa tem larga experiência no mercado local e estrutura sólida para manter as operações da Holden, que ainda emprega 1.400 pessoas no país. A Inchcape, no entanto, difere de empresas como CAOA e SHC, por ser somente o distribuidor dos veículos e não a representante legal no mercado.

Na Austrália, a maioria das marcas têm filiais locais, como acontece aqui com a Porsche, por exemplo. Lá, apenas a Subaru não é ligada ao Japão, sendo a Inchcape seu importador oficial. Agora, esse tipo de negócio é que está gerando dúvidas no caso da Holden.

GM pode transferir Holden para um importador na Austrália

No ano passado, as vendas da Holden e de várias marcas despencaram, sendo este um dos motivos pelos quais a GM quer mudar a operação da marca na Oceania. O que se comenta é que a distribuição dos carros ficaria com a Inchcape, que manteria a rede também. Nesse caso, a marca australiana continua sob domínio da GM.

Mas, também se fala em venda da própria marca Holden para a inglesa ou uma joint-venture com venda parcial dos direitos da marca. O que se sabe é que a Inchcape tem interesse em reforçar seu portfólio diante da queda geral nos emplacamentos e que a terceirização, reduziria os preços dos carros, a única saída para recuperar as vendas.

[Fonte: Australian Financial Review]

 

GM pode transferir Holden para um importador na Austrália

Este texto lhe foi útil??