Não é nenhuma novidade que estamos rodeados de perigos em nosso dia a dia, e na hora de comprar ou vender um carro será um momento de grande exposição aos golpistas. Acredite, esse tipo de crime no universo de carros para revenda é mais comum do que se imagina e pode trazer grandes prejuízos.

Você aprenderá agora os oito principais golpes de revenda de carros!

1. Anúncios com preços fora do padrão 

Os olhos chegam a brilhar ao encontrar um veículo usado ou seminovo com um preço muito abaixo do mercado. Entretanto, quando se trata de compra e venda, carros tão baratos podem apresentar muitos defeitos, e seu custo total de reparo inviabilizar o negócio posteriormente, principalmente porque esses defeitos são “maquiados” pelo vendedor. 

2. Carros “direto da fábrica” 

Os criminosos afirmam em anúncios que conseguem vender carros diretamente da fábrica, com os descontos que comumente dão aos funcionários de concessionárias e que são considerados por muitos, os melhores carros para revenda.

Durante o primeiro contato, aparece um suposto funcionário de uma montadora que confirma toda a história para o cliente. Combina-se, então, uma visita até a porta da fábrica, com direito a crachá falsificado, tabelas de preços e outros documentos que não são originais.

Antes de fechar negócio, os vendedores pedem para que o pagamento ou sinal seja feito de forma adiantada ao funcionário para que ele realize o pedido internamente na fábrica. Com o dinheiro já em mãos, os bandidos fogem e não entregam veículo algum.

Novas regras para operações de consórcios são divulgadas pelo Banco Central

3. Consórcio contemplado

Anuncia-se ao cliente que ele tem um consórcio contemplado já disponível para aquisição. Os golpistas apenas pedem que seja feito o pagamento de taxas administrativas e transferência de titularidade.

Todo o esquema é “comprovado” por meio da apresentação de documentos falsos para o cliente. Após o pagamento, os criminosos somem ou fazem com que a vítima entre realmente em um consórcio, porém igual aos outros participantes, que devem esperar pelo sorteio.

4. Anúncio duplicado

Nesse tipo de golpe, são postados carros reais, porém com anúncio duplicado com valor inferior, muitas vezes usando plataforma de venda diferente para não gerar dúvida ao interessado. 

O comprador, interessado pelo preço, entra em contato com o estelionatário que age como um intermediário com o vendedor. A cada um deles, o golpista afirma que o outro tem uma dívida com ele e os convence de não conversarem sobre valores quando for feita a visita para ver o veículo.

O interessado, seguro por ter conhecido um carro verdadeiro com documentação verdadeira deposita um sinal ou até mesmo o valor integral do veículo ao golpista.

5. Golpe do Whatsapp

Para clonar uma conta de WhatsApp, o golpista cadastra indevidamente o número de telefone do vendedor em outro dispositivo e, após esse processo, um SMS contendo um código de liberação de acesso é enviado ao celular da vítima. Depois, ela é induzida a fornecer esse código ao golpista e, em seguida, a sua conta de WhatsApp é bloqueada.

A credibilidade é conquistada uma vez que ele usa seu anúncio para ter acesso aos seus dados e assim, mostrar veracidade durante o golpe.

6. Anúncios falsos

Nesse tipo de golpe, são postados anúncios na internet com carros inexistentes, mas que estão ligados a empresas reais.

O valor proposto geralmente é muito abaixo do padrão do mercado. O criminoso se passa por funcionário dessa empresa e pede o pagamento adiantado do veículo, sumindo logo em seguida.

7. Golpe do envelope vazio 

O interessado na compra do veículo aparece e realiza todas as ações de um cliente normal, como visitas, vistorias no veículo e, então, combina um valor com o vendedor. Então, o cliente liga para um parente ou cônjuge para fazer o depósito, porém é depositado um valor maior do que o acordado.

Como garantia da devolução da diferença em dinheiro, o comprador pede a chave reserva e um recibo com o valor da compra.

Ao ir até o banco, o vendedor se dá conta de que fora depositado um envelope vazio. O criminoso, então, tem duas opções: chantageia a vítima em troca de dinheiro ou pode roubar o veículo com a chave reserva.

8. Golpe do test drive

Por último na nossa lista, existe o golpe do test drive. Nele, o interessado pelo veículo faz uma visita até o vendedor e pede para fazer um test drive para verificar como o automóvel se comporta em movimento. Ao conseguir entrar no carro sozinho, o criminoso foge e nunca mais retorna ou pior, lhe faz refém de um assalto caso você entre com ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here