Um dos primeiros muscle car a chegar ao Brasil, o Chevrolet Camaro está completando 10 anos nas concessionárias no país. Lançado no final de novembro de 2010, o esportivo contabiliza 6,5 mil unidades emplacadas desde então, o que o coloca com o mais vendido da categoria. O sucesso virou até música, com o hit “Camaro Amarelo” da dupla Munhoz e Mariano.

O primeiro Chevrolet Camaro a chegar ao Brasil de forma oficial foi em 2010, na época em sua quinta geração, que havia estreado nos EUA apenas um ano antes. Chegou na versão SS, equipada com o motor 6.2 V8 de 406 cv a 5.900 rpm e 56,7 kgfm a 4.600 rpm, tração traseira e câmbio automático de 6 marchas. Durante anos, foi a única opção para o muscle car.

Chevrolet Camaro 2010
Chevrolet Camaro 2014

Foi atualizado em 2014, recebendo um novo design que deixava a grade frontal mais fina, para-choque redesenhado e novos faróis de neblina. Nesta época, a Chevrolet passou a oferecer também o Camaro conversível no Brasil, equipado com o mesmo motor 6.2 V8 de 406 cv. Adotou a central multimídia MyLink, que estava sendo levada para todos os modelos da empresa, e recebeu direção elétrica. A marca quis se afastar um pouco da moda do “Camaro Amarelo” e encerrou as vendas do esportivo com essa cor – o lançamento foi marcado por uma participação no show do Black Sabbath daquele ano.

Chevrolet Camaro 2016
Chevrolet Camaro 2018

Em 2016 foi a vez da sexta geração do Camaro desembarcar nas concessionárias brasileiras. Adotando uma nova plataforma, o muscle car mudou consideravelmente na dinâmica, aproximando-se dos esportivos europeus. Apesar de ter versões com motor 2.0 turbo de 279 cv e 3.6 V6 de 340 cv, continuou a ser vendido no Brasil sempre com o 6.2 V8, agora entregando 461 cv combinado a um novo câmbio automático de 8 marchas.

Led de roda se tornou tendências para os entusiastas automotivo para terem um novo visual, utilizando o led de roda seu passeio fica mais legal e animado, as luzes coloridas atraem a atenção de muitos espectadores. Clique aqui e saiba mais

Desde então, o esportivo passou por mais duas mudanças. A primeira foi feita em 2018, quando adotou um novo visual dianteiro e estreou a transmissão automática de 10 marchas (feita em parceria com a Ford e equipa também o Mustang) e equipamentos como controle de largada e aquecimento dos pneus traseiros.

A segunda alteração chegou ao país em outubro, para resolver as críticas sobre a mudança no design feita dois anos antes. Já nos equipamentos, passou a trazer com conexão 4G Wi-Fi nativa, item que passou a equipar toda a linha da General Motors. Desta vez, chegou somente na versão cupê, deixando a conversível de lado, sendo vendido por R$ 377.900.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here