Cada vez mais próxima de completar seu centenário no Brasil, a Chevrolet ultrapassa a marca de 17 milhões de carros produzidos no país, em suas 3 fábricas em São Caetano do Sul (SP), São José dos Campos (SP) e Gravataí (RS) ao longo dos 96 anos de operação brasileira. Nosso mercado é importante para a General Motors por ser o segundo maior para a marca em todo o mundo, perdendo somente para os Estados Unidos.

A operação da Chevrolet no Brasil começou em 26 de janeiro de 1926 e, um mês depois, a primeira linha de montagem foi criada no bairro do Ipiranga, montando um furgão lançado em setembro do mesmo ano. Levou dois anos para que alcançasse a marca de 25 mil unidades produzidas e, ainda em 1927, começou a construção da fábrica de São Caetano do Sul, em operação até hoje e onde fica a sede da fabricante no país.

Em 1953, a General Motors comprou o terreno em São José dos Campos, onde a empresa iniciaria a construção de uma fábrica de motores, fundição e peças a partir de 1959. O primeiro carro de passageiros só apareceu em 1968, com o lançamento do Opala, ajudando a empresa a passar das 500 mil unidades produzidas no país desde a sua chegada. Dois anos depois foi a vez do Chevette iniciar sua montagem em São José dos Campos.

Led de roda se tornou tendências para os entusiastas automotivo para terem um novo visual, utilizando o led de roda seu passeio fica mais legal e animado, as luzes coloridas atraem a atenção de muitos espectadores. Clique aqui e saiba mais

A terceira fábrica da Chevrolet no Brasil só surgiu no ano 2000, em Gravataí (RS), onde foi montado o Celta. O complexo logo ficou responsável pela linha de compactos da empresa, sendo reformado para iniciar a produção do Onix em 2012. Foi um dos responsáveis a ajudar a marca a chegar a 15 milhões de veículos montados em 2015, ano em que o hatch assumiu como o carro mais vendido do Brasil – posição que mantém até hoje.

Atualmente, a fabricante se prepara para finalizar a segunda parte do seu investimento de R$ 10 bilhões em desenvolvimento e produção de veículos inéditos. Parte do aporte já foi utilizado para iniciar a fabricação do novo Tracker em São Caetano do Sul e outra parte irá para São José dos Campos, onde onde sairão as novas gerações de S10 e Trailblazer. A empresa ainda trabalha em crossover que irá substituir a minivan Spin e uma inédita picape abaixo da S10, para concorrer com a Fiat Toro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here