Especialista mostra a importância de alguns cuidados para manter a vida útil dos automóveis — principalmente os mais antigos — nesse período de isolamento social

Neste momento de isolamento social, decorrente da pandemia do novo coronavírus, o CESVI Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária) orienta sobre cuidados para evitar danos em automóveis parados na garagem.

“Os carros mais antigos precisam de uma atenção maior, porque exigem manutenção mais frequentemente. O desgaste da bateria torna-se o ponto mais sensível nessas situações”, completa Pedro Alves, analista técnico da área de Pesquisa e Desenvolvimento do CESVI.

Cuidados

  • Limpeza interna: com um pano úmido, tire a poeira do painel e aspire o carro para evitar o acúmulo de poeira. Se possível, deixe uma frestinha dos vidros abertos, para ventilar, evitando o mofo.
  • Limpeza externa: é importante para preservar a pintura do veículo. Lave com sabão neutro e certifique-se de que removeu por completo todo o sabão aplicado na carroceria. Em seguida seque bem, passando um pano de microfibra para não aranhar a pintura.
  • Bateria: não é recomendável apenas ligar o carro na garagem. O ideal é movimentar o automóvel como um todo, porque assim todas as peças do conjunto serão movimentadas e trabalhadas ao mesmo tempo. Outra dica é não acionar o alarme, se o veículo estiver em um lugar seguro. Esse tipo de acessório consome carga de bateria, mesmo que seja mínimo. Se possível, mantenha a bateria desligada.
  • Conjunto: rode um pouco com o carro, no mínimo uma vez por semana. Dessa forma, evita-se o desgaste de diversas peças que compõe o veículo, como: mangueiras, líquido de arrefecimento, óleo, entre outras.
  • Abastecimento: quando a gasolina fica muito tempo parada, pode perder a sua proporção, principalmente se o veículo ficar exposto ao sol, enquanto o etanol tem durabilidade de resistência um pouco maior na sua octanagem. Orienta-se não deixar o veículo com o tanque muito cheio. Assim, o combustível não perde muito a sua proporção e não entupirá os bicos, por exemplo.
  • Pneus: Com o carro sem uso, o ideal é ultrapassar a calibragem em 20% a 30% do usual. Assim, se os pneus costumam rodar com 30 libras, o recomendável é deixá-los com 35 libras a 40 libras. Dessa forma, vão demorar um pouco mais para murchar. Outra dica importante é movimentar o veículo na garagem se houver espaço, para que não haja excesso de peso em uma só posição dos pneus.
  • Proteção: Colocar capa no veículo nem sempre é a melhor forma de conservar a pintura. Mas, se quiser cobri-lo, a dica é comprar um produto feito de materiais de qualidade e de marcas reconhecidas. Neste caso, é preferível deixar o veículo na sombra para que não ocorra desgaste da capa exposta ao sol.

Fonte: CESVI Brasil

Sobre o CESVI Brasil

Fundado em 1994, o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária) uma empresa do Grupo Solera, é o único centro de pesquisa brasileiro dedicado à segurança viária, veicular e à disseminação de informação técnica para o setor e a sociedade. Foi o primeiro centro da América Latina e é membro do RCAR (Research Council for Automobile Repairs), uma associação internacional de centros de pesquisas de seguros com os mesmos objetivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here