O Bugatti EB110 é um dos mais importantes superesportivos da história. Foi lançado em 1991 para homenagear os 110 anos de nascimento de Ettore Bugatti, fundador da marca – e aqui você entendeu o nome EB110. De tão importante, ele é o homenageado da vez com o Bugatti Centodieci (110 em italiano), um hipercarro limitado a 10 unidades, todas já vendidas com preço inicial de 8 milhões de euros (R$ 35.484.800, pela cotação atual).

“O desafio era não ser cativado exclusivamente pelo design do EB100 e trazer uma interpretação moderna do desenho e tecnologias da época”, disse Achim Anscheidt, chefe de design da Bugatti. A marca diz que ele é ainda mais exclusivo que o Chirone o Divo, e elegante como o La Voiture Noir, este com apenas uma unidade produzida (e que seguirá como o modelo mais caro já feito pela fabricante). Segundo Achim, o desafio era colocar tudo o que o Chiron traz em uma carroceria bem diferente.

O design do Centodieci é impossível de ser confundido com os outros carros da Bugatti, mas também é possível notar facilmente a influência do EB110. A frente usa a grade em forma de ferradura da marca, só que bem menor, e com três entradas de ar, ambas imitando o EB110. Isso fez com que o logo da Bugatti fosse posicionado no capô. As colunas B em forma de “C” foram retiradas, substituídas por 5 entradas de ar em forma de diamante, que jogam o ar para o motor W16 do carro, visível através do vidro na traseira. Falando nela, a parte de trás adota oito lanternas e um difusor de ar.

O Centodieci usa o motor W16 de 1.600 cv e acelera de 0 a 100 km/h em apenas 2,4 segundos, precisando de 6,1 segundos para chegar aos 200 km/h e de 13,1 s para alcançar os 300 km/h – como comparação, o Ford Ka 1.0 precisa de 13,9 s para chegar a 100 km/h. A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 380 km/h (!). Em sua carroceria, a Bugatti utilizou desde muita fibra de carbono até um para-brisa mais leve, chegando a apenas 1,13 kg/cv.

A carroceria branca é proposital. Como o La Voiture Noir é preto, a Bugatti quis apresentar o Centodieci em contraste, mas ele pode ser comprado em qualquer cor. Falando em compras, as 10 unidades produzidas a mão na França serão entregues nos próximos dois anos, com preço inicial de 8 milhões de euros.

Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução

Fonte: Motor1

Ele tem 1.600 cv e custa dezenas de milhões de reais; conheça o brutal Bugatti Centodieci

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here