Valor permitirá a ampliação da capacidade produtiva em 100 mil unidades/ano. Betim (MG) também receberá anúncio de investimentos

Por Leonardo Felix

access_time

17 maio 2019, 16h21

Jeep Renegade, Fiat Toro e Jeep Compass em frente ao palácio do governo de Pernambuco

Jeep Renegade, Fiat Toro e Jeep Compass em frente ao palácio do governo de Pernambuco (FCA/Divulgação)

A FCA está prestes a iniciar um ousado plano de investimentos para expandir a capacidade produtiva da fábrica de Goiana (PE), onde atualmente são fabricados os SUVs Jeep Renegade e Compass, além da picape Fiat Toro.

Nesta sexta-feira (17) o complexo comemora quatro anos de inauguração, o que rendeu um evento local junto com o governador pernambucano, Paulo Câmara.

A fabricante não abre oficialmente valores, resumindo-se a apontar que a fábrica “receberá importantes aportes até 2024″. Entretanto, segundo o jornal O Diário de Pernambuco, o montante a ser investido está na casa de R$ 7,5 bilhões.

 (divulgação/Jeep)

Tal valor permitirá a contratação de mais 9 mil funcionários, junto aos 13,6 mil que já atuam no local, e a expansão da capacidade produtiva em 100 mil unidades/ano, para 350 mil.

Quer se tornar um mecânico de sucesso? Clique aqui !

A confirmação do investimento deve acontecer na próxima quarta-feira (22), quando a empresa deve anunciar outro aporte, em Betim (MG), para a nacionalização dos motores 1.0 e 1.3 Firefly turbo.

Conforme antecipado com exclusividade por QUATRO RODAS, a estreia dos Firefly turbinados ocorrerá no meio do ano que vem, junto com a reestilização da Toro, passando em sequência a outros modelos.

Este segundo anúncio deve chegar a R$ 6,5 bilhões, chegando a R$ 14 bilhões já prometidos no ano passado.

Facelift da Toro deve seguir padrão visual dianteiro do conceito Fastback

Facelift da Toro deve seguir padrão visual dianteiro do conceito Fastback (Du Oliveira/Quatro Rodas)

Com a movimentação, o grupo FCA pretende promover uma renovação substancial em sua gama de produtos, com especial foco na produção de SUVs e picapes.

Para Betim, haverá investimentos na fabricação de um utilitário esportivo compacto da Fiat sobre a plataforma do Argo, que estreia em 2021.

Antes, no início do próximo ano, chega ao mercado uma picape compacta derivada do Mobi para substituir a Strada. Para 2022, a fábrica também é candidata a fazer uma picape média que receberá os logotipos de Fiat e RAM.

Para Goiana está programada a atualização visual de Toro e Compass nos próximos 18 meses, além da entrada em produção da versão definitiva do protótipo Fastback, SUV-cupê derivado da Toro. A produção da picape média também pode ir parar lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here