Marca alegou que decisão foi tomada devido às novas regras de segurança e ambientais mais rígidas; Fiat 500, carro chefe do segmento, tem os dias contados

Fiat 500 terá nova geração com motor elétrico, mas não deve sobreviver por mais tanto tempo

Fiat 500 terá nova geração com motor elétrico, mas não deve sobreviver por mais tanto tempo (Divulgação/Fiat)

As regras de segurança cada vez mais rígidas e a necessidade de uma redução drástica na emissão de poluentes fizeram a Fiat tomar uma decisão: nos próximos anos a marca deixará o segmento dos subcompactos na Europa.

O chefe da FCA, empresa controladora da marca, Mike Manley, anunciou recentemente que a Fiat “focará nos segmentos de volume e margem de lucro maiores, o que implicará num afastamento do segmento dos subcompactos”.

Segundo o jornal europeu Automotive News, o movimento deve ocorrer até 2024.

Fiat Panda, primo do nosso Mobi, não teve nova geração confirmada na Europa

Fiat Panda, primo do nosso Mobi, não teve nova geração confirmada na Europa (Divulgação/Fiat)

Se dependesse apenas dos números, não haveria razão para a Fiat deixar o segmento.

Fiat 500 e Fiat Panda, os dois subcompactos europeus da marca, fecharam 2018 como 16º e 20º carros mais vendidos no continente, respectivamente.

Ocorre que, como as margens de lucro do segmento são muito estreitas, o investimento em uma nova geração movida a combustão resultaria em prejuízo para a fabricante, devido às novas regulamentações ambientais que serão adotadas.

Fiat Mobi é um dos representantes brasileiros da Fiat para o segmento

Fiat Mobi é um dos representantes brasileiros da Fiat para o segmento (Divulgação/Fiat)

O Fiat 500, entretanto, terá sua nova geração, que pode ser a última, apresentada no Salão de Genebra, Suíça, do ano que vem. O carro contará com motorização elétrica e será vendido apenas na Europa.

Resta saber se os brasileiros Fiat Mobi e Fiat Uno também sofrerão com a decisão da marca italiana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here