Não será desta vez que a Fiat Strada atual sairá de linha. Embora a nova geração da picape compacta esteja cada vez mais próxima do lançamento, previsto para abril, o modelo que está nas concessionárias continuará a ser produzido. A informação foi revelada pelo presidente da Fiat-Chrysler Latam, Antonio Filosa, durante um bate-papo com jornalistas. A picapinha passará a ser vendida em uma única versão com o motor 1.4 Fire de 88 cv, com cabine simples e baseada na configuração Working.

A estratégia da FCA é bem simples, já que será uma repetição do que aconteceu com o Palio. Quando a nova geração estreou, a marca manteve o modelo anterior como Palio Fire, uma opção mais em conta e que tinha uma boa procura na venda direta para empresas e frotistas. É o que acontecerá com a Fiat Strada, mantendo o modelo atual quase como uma Strada Fire (o nome cairia bem, já que manterá o motor 1.4 Fire de 88 cv, que também equipará as versões básicas da nova Strada). E, considerando que a Strada Working é vendida por R$ 54.990, ela ainda teria um bom público caso manhtenha o preço, sendo a mais barata do segmento.

Outro motivo para manter a Strada atual na linha é que a nova geração será mais refinada e maior, o que refletirá em preços um pouco mais altos. Apesar de sua construção usar elementos de Argo, Mobi e Fiorino, Motor1.com ouviu de pessoas ligadas à marca que a engenharia da Fiat tem muito orgulho da nova picape e que acredita ser uma grande evolução sobre a geração anterior. Terá apenas alguns detalhes vindos do Mobi, como a mesma porta dianteira e elementos na cabine, mas que tem muito mais do Argo e da Fiorino mecanicamente, além do design inspirado pela Toro.

A nova geração da Strada será oferecida com cabine simples ao estilo “maxcab” que a Chevrolet Montana, ganhando um espaço atrás dos bancos para pequenas bagagens. Ainda terá a inédita versão de cabine dupla e quatro portas, outro motivo de orgulho para a empresa. “Ela tem muito espaço interno e ainda terá uma caçamba de tamanho considerável”, revela uma fonte durante uma conversa.

Fiat Strada 2021

Ao contrário de rumores de que a picape chegaria com a versão automática, a nova Fiat Strada terá inicialmente os motores 1.4 Fire de 88 cv e o 1.3 Firefly de 109 cv, ambos com o câmbio manual de 5 marchas. A transmissão automática do tipo CVT ainda está em desenvolvimento e só deve começar a ser oferecido para as versões 1.3 a partir de 2021.

E quanto ao inédito motor 1.0 turbo, que começará a ser produzido no final do ano? Fontes adiantam que a picape terá esta motorização, porém ela irá demorar e, na melhor das hipóteses, será lançada apenas no 2º semestre de 2021. Isso porque a Fiat Strada está em uma posição bem baixa na lista de prioridade para receber este propulsor, que começará com os SUVs da Jeep, seguido por modelos como Argo e Cronos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here