Protótipo mostrado no Sema Show pode até ser “herege” no conceito, mas deixa qualquer outro Mustang no chinelo em termos de força bruta

Ford Mustang Lithium

Ford Mustang Lithium (Divulgação/Ford)

Os muscles cars americanos são conhecidos pela pouca preocupação com eficiência energética ou meio ambiente. Usam motores aspirados de grande capacidade cúbica e impressionam por sua imponência e força bruta.

Nesse contexto, deve ter causado aflição a um gearhead qualquer ver em exibição no Sema Show, feira voltada a veículos preparados em Las Vegas (Estados Unidos), o conceito Ford Mustang Lithium.

Criado pela fabricante americana em parceria com a Webasto, o protótipo é – respire fundo – 100% elétrico.

Cena inimaginável: um Mustang sendo recarregado na tomada

Cena inimaginável: um Mustang sendo recarregado na tomada (Divulgação/Ford)

Calma que está tudo bem: a “heresia” do uso da eletricidade no lugar da combustão é compensada pelo fato de que o Mustang Lithium gera incríveis 900 cv e 136 mkgf.

Para termos ideia, o motor 5.2 V8 do Mustang GT Premium vendido no Brasil rende 466 cv e 56,7 mkgf, o que significa pouco mais da metade da potência e apenas 41,7% do torque do Lithium.

Mesmo a incrível configuração Shelby GT350R, a mais forte da história do muscle, é oferecida nos Estados Unidos com 770 cv e 86,4 mkgf. Percebeu o nível de brutalidade?

Conceito tem rodonas aro 20 e altura do solo 2,5 cm mais baixa

Conceito tem rodonas aro 20 e altura do solo 2,5 cm mais baixa (Divulgação/Ford)

Segundo a Ford, o Mustang Lithium é um conceito pronto para ganhar as ruas. Possui carroceria com componentes de fibra de carbono, capô com partes transparentes, altura do solo rebaixada em 2,5 cm e rodas de alumínio forjado aro 20.

O motor elétrico Phi-Power, com dois núcleos e duplo inversor de potência, é alimentado por um sistema de baterias de 800 V (o dobro da média usada em elétricos atuais), capaz de fornecer 1 MW de potência.

Painel é todo estilizado no clima elétrico

Painel é todo estilizado no clima elétrico (Divulgação/Ford)

Já o câmbio (surpresa!) é manual de seis marchas, uma versão especial da transmissão Getrag MT82 usada em competições de arrancada. Os freios Brembo vêm do Shelby GT350R.

A Ford não fala em dados de aceleração, mas afirma que o Mustang Lithium possui quatro modos de condução (manobrista, sport, pista e “fera”) e tela digital de 10,4 polegadas no painel.

Ainda de acordo com a fabricante, o protótipo servirá para “medir o interesse da nova geração de consumidores e também testar as tecnologias de gerenciamento térmico e de bateria desenvolvidas pela Ford e pela Webasto”.

Também prepara os corações dos fãs para a chegada do SUV elétrico derivado do próprio Mustang que será revelado em novembro no Salão de Los Angeles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here