O visual da nova geração do Hyundai Creta ainda gera muita polêmica, mesmo que o crossover compacto ainda não tenha chegado ao Brasil. Agora imagine ver o mesmo estilo, com luzes bem finas ao lado de uma grade larga, em um sedã. É o caso do Mistra, uma opção para a China que foi renovada e apresentada no Salão de Guangzhou.

Criado na época em que os chineses queriam cada vez mais sedãs (antes de descobrir os SUVs e seguir a tendência mundial), o Hyundai Mistra nasceu para ser uma opção entre o Elantra e o Sonata, sendo vendido apenas por lá. E consegue ser uma mistura dos dois até na plataforma, usando elementos de ambos. A ideia é ser como um Elantra, mas um pouco mais luxuoso e caro.

A segunda geração do Mistra aposta no desenho polêmico que vimos no novo Creta. Tem o esquema de faróis duplos, com a iluminação principal posicionada abaixo de uma linha fina em LED e usando outra barra em LED como contorno, enquanto a grade dianteira é muito larga e preenche quase toda a dianteira do veículo.

Do outro lado, o sedã utiliza lanternas no estilo do novo Sonata, porém invertidas. As extremidades foram um “C”, ligadas por uma barra que passa por toda a tampa do porta-malas. Ainda não apareceram imagens do interior. Mede 4,78 metros de comprimento, 1,815 m de largura, 1,460 m de altura e um entre-eixos de 2,770 m.

Led de roda se tornou tendências para os entusiastas automotivo para terem um novo visual, utilizando o led de roda seu passeio fica mais legal e animado, as luzes coloridas atraem a atenção de muitos espectadores. Clique aqui e saiba mais

Terá um motor 1.8 aspirado de 143 cv na versão básica, combinado uma transmissão automatizada de dupla embreagem e 7 marchas, enquanto a mais cara trocará pelo 1.5 turbo de 170 cv, esta com um câmbio automático de 6 marchas. Há rumores também sobre uma possível versão elétrica no futuro, com autonomia de 530 km. Olhando bem para o Mistra, é uma boa ideia ou ainda bem que é um produto só para a China?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here