Um dos últimos resquícios da era Ford dentro da Land Rover, o conhecido motor 4.4 V8 turbodiesel deve ser aposentado em poucos meses. Conforme relata a imprensa do Reino Unido, a fabricante britânica já trabalha em um novo propulsor para fazer a substituição e deverá aplicá-lo inicialmente nos modelos Range Rover Sport e Range Rover Vogue.

Segundo a revista britânica Autocar, o novo motor é um 3.0 litros de 6 cilindros, já equipado com sistema híbrido-leve e bem mais eficiente que o antigo V8. A novidade será oferecida em duas configurações e estará disponível nas versões intermediária e de topo dos dois SUVs.

A primeira variante, batizada de D300, renderá 300 cv de potência e estará disponível nos acabamentos HSE, HSE Dynamic e Autobiography Dynamic do Range Rover Sport. O sistema híbrido-leve proporcionará aumento moderado da eficiência, além de ajudar nas saídas graças ao gerador de partida integrado. Dados prévios de fábrica indicam aceleração de 0 a 100 km/h em 7,1 segundos e velocidade máxima de 225 km/h, além de consumo na casa dos 12,5 km/litro e emissões de 210g/km de CO2. 

Já a segunda opção, com o selo D350, entregará 350 cv e estará disponível em versões mais sofisticadas, como a HST. Neste caso, são esperados os seguintes números: aceleração em 6,5 segundos e emissões de CO2 de até 225 g/km. Veículos da Jaguar também devem adotar os novos motores, especialmente o sedã XF e o SUV F-Pace.

O antigo 4.4 V8 atualmente é construído no México e toma como base um projeto de mais de 10 anos. A substituição acontece principalmente por conta das regras anti-poluição cada vez mais rígidas, que tornaram o propulsor obsoleto e pouco eficiente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here