Concessionária acerta ao condenar as pastilhas de freio, mas erra feio ao protelar a necessidade de troca dos amortecedores

Por
Péricles Malheiros

access_time

12 fev 2019, 09h00

Kwid: pastilhas de freio trocadas após somente 20.000 km de uso

Kwid: pastilhas de freio trocadas após somente 20.000 km de uso (Silvio Gioia/Quatro Rodas)

Na edição anterior, relatamos uma série de problemas com o nosso popular Renault Kwid.

“Encontramos o reservatório de fluido de freio com sinais de vazamento junto à tampa. O nível, de fato, baixou, chegando a acender a luz de freio do painel”, conta Péricles Malheiros, editor de Longa Duração.

A lista de pedidos de verificação durante a revisão passou a incluir também a suspensão (foram feitos alguns relatos de perda de performance em curvas) e o sistema de escape (aparentemente mais ruidoso).

E assim foi feito. Aos 30.000 km, paramos nosso Kwid na concessionária Itavema. Deixamos o carro sem dar nenhuma identificação de QUATRO RODAS e, no dia seguinte, fizemos a retirada.

Escape e revisão: ambos estão furados

Escape e revisão: ambos estão furados (Silvio Gioia/Quatro Rodas)

Quer se tornar um mecânico de sucesso? Clique aqui !

“A luz de freio acendia porque é provável que a concessionária que fez a revisão dos 20.000 km tenha deixado a tampa do reservatório do fluido de freio mal fechada. A suspensão e o escape estão normais, mas as pastilhas de freio já precisam ser trocadas”, disse o técnico. Da Itavema, o Kwid seguiu para a vistoria do nosso consultor técnico, Fabio Fukuda.

“Faz sentido a alegação de que a concessionária anterior tenha deixado a tampa mal fechada. Mas erraram no diagnóstico da suspensão, pois o amortecedor dianteiro esquerdo tem sinal de vazamento e o abafador traseiro do escapamento está furado. As pastilhas, de fato, precisam ser trocadas”, disse Fukuda.

Mas Péricles destaca: “Por conta de um recall, discos e pastilhas foram trocados aos 10.000 km. Ou seja, as pastilhas foram condenadas com apenas 20.000 km de uso! O Mobi, por exemplo, atravessou os 60.000 km com as peças originais”.

Voltamos à Itavema, autorizamos a troca das pastilhas e pedimos uma nova verificação da suspensão e do escape.

Na retirada, ouvimos: “O escape está normal. Os amortecedores estão gastos, mas aguentam até a próxima revisão”. Seguiremos em busca de uma autorizada menos negligente.

Kwid 30.096 km

CONSUMO

No mês: 15,2 km/l com 18,2% de
rodagem na cidade
Desde mar/18:
15,7 km/l com
29,1% de rodagem na cidade
Combustível:
flex (gasolina)

GASTOS NO MÊS

Combustível:
R$ 967
Revisão:
R$ 335
Alinhamento:
R$ 200
Pastilhas de freio:
R$ 172

FICHA TÉCNICA

Versão: 1.0 12V Intense
Motor: 3 cilindros, dianteiro, transversal, 999 cm3, 12V, 70/66 cv a 5.500 rpm, 9,8/9,4 mkgf a 4.250 rpm
Câmbio: manual, 5 marchas

SEGURO

R$ 1.827*

*Perfil Quatro Rodas

REVISÕES

Até 60.000 km
R$ 2.336