A parada dos R$ 50.000 km custaria R$ 519. Mas a necessidade de troca de pneus, palhetas e filtro elevou a conta para R$ 2.426

Por
Péricles Malheiros

access_time

15 abr 2019, 07h00

Depois da revisão dos 50.000 km, Prius vai encarar viagem entre SP e DF

Depois da revisão dos 50.000 km, Prius vai encarar viagem entre SP e DF (Péricles Malheiros/Quatro Rodas)

Seguindo a recomendação dada em nossa última passada pela rede Toyota, ficamos mais atentos ao nível de desgaste dos pneus do Prius. Ao ir para a revisão dos 50.000 km, não deu outra, o conjunto foi condenado.

Mas, se não resistiu aos 60.000 km de nosso teste de Longa Duração, ao menos os pneus se aposentaram com degradação semelhante entre si.

Mas nós também temos mérito nessa questão: sempre que um carro de Longa sai da revisão, vai direto para uma verificação do nosso consultor técnico, Fabio Fukuda.

Por meio de marcações exclusivas feitas no início do teste e reaplicadas naquelas que são trocadas durante as revisões, ele checa a realização efetiva e a qualidade dos serviços prestados, ficando atento para detectar eventuais manutenções não autorizadas.

Prius: última parada programada na rede

Prius: última parada programada na rede (Péricles Malheiros/Quatro Rodas)

“O rodízio de pneus realizado de maneira diferente do que exige a fábrica é, de longe, o campeão de erros”, diz o editor de Longa Duração, Péricles Malheiros.

Quer se tornar um mecânico de sucesso? Clique aqui !

É o caso do Prius, que, até hoje, nunca saiu de uma revisão com o rodízio correto. “Esta é a única correção que aplicamos por conta própria na oficina do Fukuda, sem retornar à concessionária”, diz Péricles.

Ao fazer a manutenção do seu carro – especialmente se for um Toyota, a dica, então, é: sempre que possível, acompanhe o rodízio. Mas voltemos à aposentadoria dos pneus.

Para nossa surpresa – agora positiva –, a rede autorizada apresentou preços bastante similares aos de lojas independentes. Assim, trocamos os quatro durante a revisão dos 50.000 km, na Tsusho, de São Paulo.

O filtro de cabine e as palhetas limpadoras do para-brisa (na verdade, apenas os refis de borracha) foram os demais componentes trocados fora da revisão – veja o custo individual de cada item extra no quadro à esquerda.

Com o carro em ordem, Péricles já se prepara para sua viagem de mais de 1.000 km até Sobradinho (DF). “Estou curioso para ver como um híbrido se comporta fora da cidade.”

Toyota Prius – 50.893 km

Consumo

  • No mês: 16,3 km/l com 53,6% de rodagem na cidade
  • Desde fev/18: 16,9 km/l com 31% de rodagem na cidade

Ficha técnica

  • Versão: 1.8 16V híbrido
  • Motor: 4 cilindros, dianteira, transversal, 1.798 cm3, 16V, 98 cv a 5.200 rpm, 14,5 mkgf a 3.600 rpm/elétrico, 72 cv, 16,6 mkgf/potência, combinada, 123 cv
  • Câmbio: automático, CVT
  • Seguro (perfil QUATRO RODAS): R$ 3.627
  • Revisões (até 60.000 Km): R$ 3.702

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here