Na ocasião do lançamento do 208 no Brasil, lembro de ter feito uma reportagem dizendo que, se ele não repetisse ao menos em parte o sucesso do 206, seria uma injustiça. Dito e feito: apesar de muito bonito, bem acabado e com uma mecânica na média do segmento, o hatch não decolou nas vendas – com alguma ajuda da própria marca, é verdade.

Pois bem, mas a Peugeot não desistiu do 208 – e muito menos de tentar reviver os bons tempos do 206. Pelo contrário, a nova geração do modelo levou ainda mais sério a questão do design e aprimorou tecnologias, acabamento e equipamentos. Na Europa, está dando tão certo que foi eleito recentemente como Carro do Ano por lá. Agora a PSA prepara o lançamento do modelo por aqui, que até então estava previsto para maio, mas deverá ficar para o segundo semestre por conta da pandemia causada pelo coronavírus.

Peugeot 208 2020

Diferentemente do 208 atual, o novo virá da Argentina (planta de El Palomar), que será a primeira fábrica da América Latina a receber a nova plataforma CMP, responsável por dar vida ao hatch e também ao próximo 2008, já lançado na Europa. No Brasil, essa base servirá a uma nova família de compactos da Citroën. Mas, por enquanto, vamos no ater ao 208. Vale a pena esperá-lo ou é melhor optar pelo VW Polo? Vamos à análise.

 

Espere o 208 se você…

 

– Gosta do design arrojado

Peugeot 208 2020

Enquanto o Polo segue as linhas comportadas e mais sisudas da linha VW, o 208 investe em traços mais ousados e detalhes marcantes. O destaque desta nova geração fica por conta das “presas” do leão destacadas nos para-choques, que na verdade são as luzes em LED para iluminação diurna. Elas conversam com o desenho dos faróis e da grade, formando um conjunto bem agressivo. Na traseira, chama a atenção as lanternas unidas por uma barra escura com o nome da marca e o logotipo do leão logo acima. Entre os carros flagrados no país vizinho pelos nossos colegas do Argentina Autoblog, vimos apenas as versões de entrada Like e a intermediária Allure, sem sinal da topo de linha GT-Line oferecida na Europa. Ela se diferencia, entre outros itens, pelas caixas de roda com cobertura em preto brilhante.

 

– Deseja um interior mais caprichado

Novo Peugeot 208 Allure - Flagra

Se o 208 atual já tem uma cabine atraente, o novo coloca o design e o acabamento ainda mais em evidência. Ele traz uma evolução do conceito i-Cockpit, no qual o volante de diâmetro reduzido e base reta fica abaixo do quadro de instrumentos. Este, por sua vez, ganha opção totalmente digital com efeito 3D, bem como uma nova multimídia, que na Europa pode ser de 7″ ou de 10″. Já os botões do console central passam a ser como no 3008, no estilo aviação. Uma pena que, em relação ao modelo europeu, o modelo argentino tenha sido simplificado (foto acima). Por aqui teremos alavanca para o freio de estacionamento (lá é elétrico) e a manopla do câmbio convencional (lá os engates são por pulsos elétricos, como no 3008). Ainda assim, impressiona mais que a cabine do Polo.

 

– Quer equipamentos exclusivos

Peugeot 208 2020

Ainda não sabemos exatamente o que Peugeot vai oferecer no 208 argentino, mas, analisando as imagens de flagra, dá para se ter uma boa ideia. Os faróis, por exemplo, são Full-LED nas versões mais caras, incluindo a “presa” também em LED. Observamos ainda a presença de um carregador de celular sem fio no console, bem como o teto-solar panorâmico. Outro item que o 208 ganhou na Europa foi sistema de alerta de colisão frontal com frenagem automática de emergência, que também deve fazer parte da lista de equipamentos do modelo por aqui.

 

Fique com o Polo se você…

 

– Preza uma tocada mais esportiva

VW Polo Highline 2020

Certamente que uma das principais armas do Polo está no motor 1.0 TSI, com turbo e injeção direta, que rende 128 cv e 20,4 kgfm – sem contar o 1.4 TSI da versão GTS, pois aqui vamos no ater ao modelo Highline. Em conjunto com o câmbio automático de 6 marchas (incluindo borboletas no volante para trocas manuais), o Polo oferece uma condução equilibrada e até divertida. A suspensão concilia bem conforto com estabilidade e o diferencial eletrônico XDS ajuda no contorno de curvas mais fechadas, trazendo o carro para dentro da tangente. Também tem freios fortes, com disco nas quatro rodas.

Ainda não temos as especificações do novo 208 argentino, mas, ao menos na versão europeia avaliada pelo Motor1.com França, ele se mostrou mais sólido, porém com um acerto mais voltado ao conforto – sem falar que o carro Mercosul terá a suspensão elevada, como já antecipam os flagras das unidades de testes. Também não há confirmação do novo motor 1.2 turbo por aqui, ao menos por enquanto, com o modelo devendo chegar inicialmente com o mesmo conjunto do 208 atual: motor 1.6 aspirado de 118 cv ligado ao câmbio automático de 6 marchas, e sem borboletas no volante, como também mostram as imagens-espia.

 

– Quer mais espaço

VW Polo Highline 2020

O Polo não é nenhum expoente em espaço interno, mas o fato é que o 208 chega a ser ainda mais acanhado no banco traseiro. Para se ter ideia, a distância entreeixos, que basicamente define o espaço da cabine, é de 2,56 m no VW e de 2,54 m no Peugeot. E no Polo há saídas de ar dedicadas para o banco traseiro, coisa que o 208 não oferece. Além disso, o banco do passageiro da frente pode ser rebatido para frente, o que possibilita o transporte de objetos longos no carro. Por fim, o porta-malas é praticamente igual nos dois: 300 litros no VW e 311 l no Peugeot.

 

– Precisa de uma rede mais abrangente

VW Polo Highline 2020

Com uma das maiores redes do país, a Volkswagen está presente em diversas cidades que a Peugeot não chega: são 404 pontos da marca alemã pelo Brasil, contra apenas 97 da francesa. Além disso, apesar dos esforços recentes da PSA, a rede da marca do leão ainda não é muito bem-vista pelos consumidores. Estudo feito pela JD Power em 2019 analisou a satisfação dos clientes com o pós-venda de cada marca e a Peugeot figurou como anti-penúltima colocada, só à frente de Renault e Fiat. Mas a VW também precisa melhorar, pois não ficou muito à frente, próxima de Jeep e Nissan.

Fotos: divulgação e Argentina Autoblog

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here