Logo após apresentar o carro no Salão de Xangai, a General Motors começa a realizar os primeiros test-drives do Chevrolet Onix Sedan para a imprensa da China. E isso é bom para nós, pois faz com que fiquemos sabendo de mais detalhes do sedã antes de sua estreia no Brasil, como a motorização, medidas e até mesmo o consumo. O lançamento no Brasil acontecerá no último trimestre do ano, com produção em Gravataí (SP).

Uma das coisas que já sabíamos sobre o Chevrolet Onix Sedan é o seu tamanho. Com o entre-eixos medindo 2,60 m, 8 cm mais do que os 2,52 m do Prisma, o sedã tem 4,47 m de comprimento, 1,73 m de largura e 1,47 m de altura. O porte é um dos motivos pelo qual esperávamos que ele fosse substituir tanto o Prisma atual quanto o Cobalt (este vai virar carro para frotistas). Agora sabemos que terá um porta-malas de 469 litros, consideravelmente menor do que os 500 litros do Prisma ou os 563 litros do Cobalt.

A versão chinesa será vendida com duas opções de motorização. A básica terá o 1.3 aspirado (que aqui deverá ser vendido como 1.2), ainda sem dados de desempenho divulgados, enquanto as mais caras receberão o 1.0 turbo de três cilindros, que gera 125 cv a 5.800 rpm e 18,3 kgfm entre 1.350 e 4.000 rpm de torque. A transmissão será automática de 6 marchas e a GM promete um consumo médio de 20,4 km/litro, com uma aceleração de 0 a 100 km/h em 10,9 segundos e velocidade máxima de 180 km/h.

O Onix Sedan faz sua estreia na China na versão Redline, com design esportivo. Trará controle de estabilidade, tração, assistente de partida em rampas, faróis de LED e rodas de liga leve de 16 polegadas. Como opcional, pode receber câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, sistema de monitoramento de pressão dos pneus e fixação Isofix. A central multimídia MyLink tem suporte para Apple CarPlay e Baidu CarLife – lembrando que a Baidu é o equivalente da Google por lá, já que a marca não está na China. O sistema terá conexão 4G pela OnStar, com 12 gigabytes livres por um ano, para atualizar os aplicativos e obter dados em tempo real do trânsito.

Fontes ligadas à GM disseram ao Motor1.com que o Chevrolt Onix Sedan nasceu como um modelo global, mas ele terá soluções específicas para cada mercado. Um exemplo simples é que terá Android Auto ao invés do Baidu CarLife no Brasil. Outra mudança deve acontecer do lado de dentro, abandonando os bancos inteiriços para usar assentos com encosto de cabeça ajustável.

No Brasil, o Onix Sedan será o primeiro modelo da nova linha de compactos da plataforma GEM (Global Emerging Markets), que incluirá ainda o Onix Plus (hatch), novo Tracker, nova Spin e uma picape cabina dupla para atuar abaixo da S10. No começo, vai atuar entre o Prisma e o Cruze, com a versão 1.0 turbo automática mirando no VW Virtus TSI.

Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução
Foto reprodução

Fonte: Motor1

Novo Chevrolet Onix Sedan estreia antes do fim do ano; saiba detalhes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here