Segunda geração virá importada do México com status de sedã premium, ocupando o andar acima do atual Versa (futuro V-Drive) na gama da marca

Nova geração do Nissan Versa

Nova geração do Nissan Versa (Divulgação/Nissan)

Quer um sedã compacto com pegada “premium”, mas não gostou nem de Chevrolet Onix Plus nem de Volkswagen Virtus nem de Hyundai HB20S? Se você esperar até junho, seus problemas talvez acabem.

É para o sexto mês de 2020 que a fabricante japonesa prepara o lançamento da segunda geração do três-volumes no Brasil. QUATRO RODAS participa do lançamento global do modelo no México e obteve a informação junto a fontes da marca.

Conforme já havia sido confirmado pela própria Nissan, o novo Versa conviverá com a atual geração, que passará a se chamar V-Drive.

Versa terá estilo muito mais elegante em nova geração

Versa terá estilo muito mais elegante em nova geração (Divulgação/Nissan)

Assim, enquanto o V-Drive exercerá o papel de sedã de entrada, com preços mais acessíveis e foco em venda a frotistas, o novo Versa terá tíquete médio mais alto e apelo maior junto ao consumidor do varejo.

Importado do México – não há previsão de produção em Resende (RJ), onde o atual Versa é fabricado junto de March e Kicks – o novo Versa deve oferecer apenas uma opção de motor: o mesmo 1.6 quatro-cilindros aspirado flex de 114 cv do Kicks.

QUATRO RODAS já avaliou a segunda geração do sedã, exatamente neste casamento de motor 1.6 (somente a gasolina) com caixa continuamente variável. Veja como ele anda.

Ainda não está claro se, no caso do sedã, haverá apenas o acoplamento a câmbio CVT ou se será oferecida uma configuração manual. Mas algo é certo: o novo Versa deve ser comercializado em mais de uma versão de acabamento.

Quanto ao V-Drive, este perderá suas versões de topo, mas deve continuar sendo vendido com motor 1.0 (manual) e 1.6 (manual ou CVT), conforme antecipado pelo parceiro Autos Segredos.

Colaborou Leonardo Felix.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here