O Renault Sandero terá uma vida diferente na próxima geração. Enquanto na Europa ele continuará a ser um modelo feito pela Dacia, por aqui ele terá uma identidade feita pela Renault, mais próxima do Clio – podendo até mudar de nome. Mas isso ainda demora, ao contrário do modelo Dacia, que já circula em testes e será revelado em 2020. Aproveitamos para adiantar como deve ser a versão europeia e mostrar como seria o nosso novo Sandero caso a fabricante tivesse mantido a estratégia.

Tudo bem, o visual ficar diferente, mas muito do novo Renault Sandero será igual à versão da Dacia. Sai a plataforma B0, usada até agora (que serve de base também para o Duster e o nosso Captur), e entra em seu lugar a arquitetura CMF-B, em uma variante mais simples e barata da que é usada pelo Clio. Ela inclusive permitirá que o Sandero tenha uma versão eletrificada.

Led de roda se tornou tendências para os entusiastas automotivo para terem um novo visual, utilizando o led de roda seu passeio fica mais legal e animado, as luzes coloridas atraem a atenção de muitos espectadores. Clique aqui e saiba mais

O novo Dacia Sandero não será tão bonito quanto o Clio e nem terá o mesmo nível de sofisticação no interior, porém terá muitas melhorias em relação ao modelo atual. Por exemplo, a motorização deve ser atualizada para ficar próxima do que a Renault oferece no Clio.

A opção topo de linha do Sandero deve seguir outro caminho, adotando o visual aventureiro do Stepway, só que com um conjunto mecânico híbrido, entregando cerca de 140 cv. Esta motorização, batizada pela Renault de E-Tech, usa um motor 1.6 aspirado, um elétrico e um conjunto de baterias de 1,2 kWh.

Acredita-se que a Dacia deve revelar tanto o Sandero quanto o sedã Logan em outubro do ano que vem, durante o Salão de Paris (França), embora exista a chance de ser revelado pouco antes em uma apresentação online. Já aqui no Brasil, a nova geração do Renault Sandero é esperada somente para 2021/2022, na melhor das hipóteses. Há chances de que ele ganhe o novo motor 1.0 SCe turbo que a fabricante lançará na Índia no ano que vem, para se emparelhar aos mais recentes rivais locais. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here