O Porsche Cayenne 2020 entra de cabeça na eletrificação com a adição de mais uma versão híbrida: a poderosa Turbo S E-Hybrid, de 680 cv, aproveitando o 4.0 V8 biturbo de 550 cv e o elétrico de 136 cv, em conjunto ao câmbio automático de 8 marchas É o suficiente para fazer o crossover alcançar os 100 km/h em 3,8 segundos e ter velocidade máxima de 295 km/h.

Disponível tanto na versão normal do Cayenne quanto com carroceria Coupé (mas que deve chegar ao Brasil só em 2020), o Turbo S E-Hybrid vem com muitos equipamentos de série, incluindo freios gigantescos de carbono-cerâmica, barras ativas anti-rolamento, vetorização de torque para as rodas traseiras e o pacote Sport Chrono, que adiciona itens como volante com seletor do modo de direção e launch control. A versão ainda traz um cabo de recarga de 7,2 kW para reabastecer o pacote de baterias de 14,1 kW em menos de duas horas e meia, desde que use uma tomada de 240V e 20A.

De acordo com a Porsche, o Cayenne Turbo S E-Hybrid tem um consumo médio de 25,6 km/litro, porém usando o ciclo de testes NEDC – o valor com o novo ciclo WLTP deve ser menor. Usando somente o modo elétrico, o crossover pode rodar por 40 km. Ainda tem os modos Hybrid Auto, Sport, e Sport Plus. Pode usar o E-Charge, minimizando o uso da motor elétrico para que o motor V8 gere energia para recarregar a bateria, ou o E-Hold, que pausa por completo o uso da bateria.

A força extra do carro vem por um custo, já que o preço sobe para R$ 946 mil, um grande salto sobre os R$ 733 mil da versão Turbo sem motorização híbrida. A diferença pode cair com a adição de alguns opcionais o modelo não-híbrido, como o pacote Sport Chrono.

Porsche Cayenne E-Hybrid 2020
Porsche Cayenne E-Hybrid 2020

Para quem não precisa de tanta potência, a Porsche também oferece o Cayenne E-Hybrid, equipado com o motor 3.0 V6 turbo de 340 cv e um elétrico de 136 cv, totalizando 462 cv de potência combinada (que não é a soma dos dois motores). Compensa a força menor com um rendimento de 31,2 km/litro. Também perde alguns equipamentos, com os freios de carbono-cerâmica ou o carregador de 7,2 kW (vem com um de 3,6 kW). Também é bem mais barato, custando R$ 435 mil antes dos opcionais.

Tanto o Porsche Cayenne Turbo S E-Hybrid quanto o Cayenne Hybrid já podem ser encomendados no Brasil, com entregas previstas para os próximos meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here