A chegada do novo Onix simboliza o começo da renovação da linha da General Motors na América Latina. Sabemos que ela irá lançar o novo Tracker no 1º semestre de 2020 e trabalha também na nova geração da Spin e numa picape com porte da Fiat Toro. Além de tudo isso, ainda há um sexto modelo que será feito na Argentina, o chamado Projeto Tango. Novas apurações levam a crer que este carros será o Trailblazer chinês, um SUV médio acima do Tracker. Rebatizado para o mercado sul-americano, virá para entrar no segmento de Jeep Compass e, até lá, VW Tarek.

Em 2017, a GM anunciou um investimento de US$ 300 milhões na fábrica em Rosário (Argentina). Na época, o presidente da GM América do Sul, Carlos Zarlenga, disse que seria um produto de “alto valor agregado”. E ficou por isso mesmo, até que o sindicato local afirmou que seria o novo Chevrolet Tracker. Porém, a nova geração do Tracker já roda no Brasil há um tempo e com camuflagem leve, indicando que está nos testes finais. O lançamento está previsto para o primeiro trimestre de 2020, o que não daria tempo hábil para produção na Argentina. Ou seja, será feito mesmo em São Caetano do Sul (SP).  

O site argentino Cosas de Autos teve a chance de visitar a fábrica e descobriu alguns detalhes que ajudam a desvendar qual será o carro. Para começar, o complexo ainda passará por várias etapas pré-produção, como limpeza do prédio, instalação dos equipamentos e mais, algo que só acabará em julho. Se o Tracker está previsto para o começo de 2020, não terá como vir da Argentina. Além disso, alguns sites argentinos apuraram que este novo modelo só será lançado em 2021.

Se não é o Tracker, então qual é o carro a ser produzido em Rosário? O Cosas de Autos ouviu dos representantes da GM que será um modelo feito sobre a plataforma GEM, de Onix e Onix Plus. Isso descarta a possibilidade de nacionalizarem o Equinox, já que ele usa a base do Cruze. 

Também não será a picape rival da Fiat Toro, nem a nova Spin. Os executivos deixaram escapar que é um novo modelo global e que já conhecemos seu desenho definitivo. Opa, bingo: o único carro que sobra nesta descrição é o novo Trailblazer. É um modelo global que já está nas lojas na China e que foi confirmado para outros mercados como os Estados Unidos. É montado sobre a plataforma VSS-F, uma versão mais refinada da GEM – algo como a relação entre MQB e MQB-A0 da Volkswagen. Mesmo que seja mais cara de fazer, ela compartilha alguns componentes com a GEM, reduzindo custos.

E mais: o Trailblazer se encaixa perfeitamente no Brasil, como uma opção entre Tracker e Equinox. Ele mede 4,41 metros de comprimento, a mesma medida do Jeep Compass, enquanto o entre-eixos é de 2,64 m, 1 cm mais que o rival da FCA. O novo Tracker tem 4,27 m de comprimento, enquanto o Equinox mede 4,65 m, então o Trailblazer se encaixaria perfeitamente entre os dois. É uma fatia ainda pouco disputada entre os SUVs e com muito potencial, como o Compass vem provando – foi o crossover mais vendido do país em 2018. Na China, é equipado com um motor 1.3 turbo de 165 cv, o que o permitiria se diferenciar do Tracker, já que rumores dizem que terá versões turbo 1.0 e 1.2.

Chevrolet Tracker 2020
Chevrolet Equinox Midnight - Salão de SP 2018

O novo SUV se encaixará perfeitamente entre o Tracker (nacional) e o Equinox (mexicano)

Por fim, teria a questão do nome, pois Trailblazer é um carro que já existe por aqui. Isso será resolvido com um novo nove – e já existe até palpite: Chevrolet Groove. A GM já registrou esta nomenclatura no Brasil, Chile, Costa Rica e México – de todos esses, apenas o México não vende o Trailblazer derivado da S10. E, como o nome não foi registrado nos EUA, Canadá ou China, indica que será uma nomenclatura para alguns mercados específicos. E vale lembrar que a GM já rebatizou carros para outros países, como é o caso do Tracker atual, vendido em outros países como Trax.

Seja com o nome Groove ou outro batismo, o Trailblazer global levará um tempo para ser lançado no Brasil. O lançamento é previsto para 2021, o que dá a chance de o carro chegar ao mercado junto com outro rival argentino: o Volkswagen Tarek, também previsto para o começo de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here