Modelo começa a ser vendidos em dezembro nos EUA Divulgação/Hyundai

Poucos perceberam, mas o Hyundai Elantra saiu de linha no Brasil em janeiro. As vendas cada vez mais minguadas – foram apenas 82 unidades emplacadas em 2019 – fizeram a Hyundai encerrar a importação do sedã.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Nos Estado Unidos, no entanto, o modelo mudou de geração em março, adotou visual polêmico, e agora ganhou uma versão esportiva.

Rodas 18 polegadas são de série Divulgação/Hyundai

Batizado de Elantra N Line, o três volumes vem municiado com um motor 1.6 turbo de 200 cv e 27 kgfm, que pode ser acoplado tanto a um câmbio manual de seis relações, quanto a uma caixa automática de sete velocidades.

Continua após a publicidade

A Hyundai também adotou freios dianteiros maiores e promoveu ajustes na suspensão, de forma a torná-la mais rígida.

Interior tem costuras em vermelho Divulgação/Hyundai

No mercado norte-americano, o Elantra N Line terá como rival o VW Jetta GLi. O sedã esportivo da Volks tem motor 2.0 turbo de 230 cv e 35,7 kgfm.

No visual, o Elantra teve sua dianteira modificada, com dupla entrada de ar nas beiradas, além de uma grade repaginada, com desenho de aspecto mais grosso que a versão tradicional.

Na traseira recebeu aerofólio e dupla saída de escape Divulgação/Hyundai

Na traseira, foram adicionados um aerofólio, um pequeno difusor no para-choque e dupla saída de escape cromada, tudo para deixar o carro com aspecto esportivo.

Continua após a publicidade

O novo Elantra N Line começa a ser vendido nos EUA em dezembro e ainda neste ano a Hyundai deve lançar a versão esportiva de seu sedã maior, o Sonata, com motor 2.5 turbo.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here