Uma estação ferroviária condenada e um túnel, um colapso repentino em 2012 e um monte de clássicos raros escondidos sob a cidade. Conheça a garagem subterrânea do Liverpool.

A estação de Dingle era uma extensão da Ferrovia Aérea de Liverpool. Abriu em 1896 e consistiu em uma seção curta de linha elevada e um túnel de meia milha. Houve também um curto túnel sem saída, porque a ferrovia tinha planos de construir uma extensão para os subúrbios de Liverpool – o que nunca aconteceu.

Em 1901, pouco antes do Natal, no dia 23 de dezembro, às 17 horas, um trem pegou fogo no túnel por causa de uma falha elétrica no motor traseiro a 240 pés da estação. Primeiro, parecia que todo mundo ia ficar bem, mas alguns ficavam perto demais para assistir ou tentar apagar o fogo, e quando a fumaça encheu a estação, seis pessoas sufocaram, incluindo quatro membros da equipe e duas mulheres passageiras.

A estação de Dingle foi desativada por mais de um ano e, durante sua reconstrução, eles tentaram usar mais ferro e menos madeira para evitar tais desastres no futuro. Dingle também sobreviveu aos bombardeios da Luftwaffe, mas em 1956, toda a linha foi desativada e, em menos de dois anos, os trilhos desapareceram também.

A estação foi vendida primeiramente a um fabricante de corda, mas logo acabou nas mãos de uma empresa de conserto de carros. O prédio de nível de rua foi demolido e a estação foi alterada para que os carros pudessem passar. Em 1977, a Roscoe Engineering assumiu e continuou o negócio de carros até 2012, quando o túnel desabou repentinamente.

Led de roda se tornou tendências para os entusiastas automotivo para terem um novo visual, utilizando o led de roda seu passeio fica mais legal e animado, as luzes coloridas atraem a atenção de muitos espectadores. Clique aqui e saiba mais

E olhe o que eles deixaram para trás:

Página 1 de 29
CONTINUAR