Apesar do desejo de muito fãs e do clamor até mesmo de vozes internas, o icônico Fusca não terá futuro dentro da linha Volkswagen. Em conversa com o pessoal da MotorTrend durante o Salão de Genebra, o CEO Herbert Diess foi questionado sobre os planos da marca em relação ao modelo e a resposta não foi das mais animadoras. Perguntado diretamente sobre a ideia de um Fusca totalmente elétrico e enquadrado nas diretrizes da família I.D., o executivo foi claro: “Não. Você teria que fazer algo emocional, de modo que não podemos cobrir o portfólio histórico da Volkswagen com carros elétricos, e não devemos fazê-lo”.

A declaração joga uma pá de cal sobre as esperanças de um Fusca do futuro, seja elétrico, híbrido ou a combustão. Para ocupar a lacuna aberta, Diess deixou entender que a versão de produção do I.D. Buggy, revelado recentemente no Salão de Genebra, será escalada – ainda que esta substituição aconteça de forma indireta. Está longe de ser a solução ideal, principalmente levando em conta a opinião dos fãs mais aguerridos, mas será uma aposentadoria necessária para um clássico produzido há mais de 70 anos e com milhões de unidades entregues em todo o mundo. Dessa forma, a última unidade sairá das linhas de montagem ainda neste ano.

Quer se tornar um mecânico de sucesso? Clique aqui !

O curioso é que, apesar de declarar que não pode “cobrir o portfólio histórico com carros elétricos”, a Volkswagen se apressa para lançar a I.D. Buzz, reedição elétrica da lendária Kombi.

Fonte: MotorTrend

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here